quinta-feira, 21 de abril de 2011

Lenda Amazônica - Boi Caprichoso Amazonas, O Rio do Amor

Conta a lenda que, no princípio de tudo,
Tupã criou o

mundo e separou o dia e a noite. 



Criou então dois

astros irmãos que juntos iluminavam o céu, guiando o

caminho do povo que o deus do trovão havia colocado
sobre a terra.






Acontece que, depois de muitas longas jornadas pelo

céu, os dois astros se apaixonaram. 

De um lado, Jacy
ou Yacy (a lua) que controlava as águas e as
plantações; do outro, Coaracy (o sol) que trazia luz e
calor para a terra.




Este amor impossível foi descoberto por Tupã, que não

aceitou a paixão dos irmãos, já que isso acometeria em

um grande cataclisma. 



Primeiro, o sol queimaria a terra

e depois, a lua apagaria o sol. Era o mundo que

acabaria no nada, com um barulho assustador com a
terra se mexendo como se tivesse vida.






Tupã então os separou, colocando o sol para iluminar o

dia e a lua, a noite. Jacy corria incansavelmente pelo

céu à procura de seu amado, mas nunca o alcançava.



Um dia, de tanto sofrimento, A lua chorou durante vários

dias. Suas lágrimas caíram na terra e, ao correr pelo

terreno arenoso, tomou uma coloração barrenta. 



totalgifs.com lua gif gif lua03.gif




O fio de água escorreu pela terra seca e trouxe a vida.
E foi assim, das lágrimas da lua, que se formou o
caudaloso rio Amazonas, o rio do amor.





http://www.vagalume.com.br/boi-caprichoso/lenda-amazonica-i.html