quarta-feira, 10 de agosto de 2011

FELICIDADE A GRANDE BUSCA


               FELICIDADE 
              
A grande busca.

Será?
Afinal de contas, o que é felicidade?!
Antes de responder essa pergunta, devemos nos perguntar: Baseado em que tipo de conhecimento? Grandes personagens da história da humanidade tentaram descrever a felicidade. Alguns representam, portanto, os conhecimento religioso, popular e filosófico.

MAHATMA GANDHI:
  • “A verdadeira felicidade é impossível sem a verdadeira saúde e a verdadeira saúde é impossível sem disciplina.”
  • “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”
ARISTÓTELES:
  • “A felicidade consiste em fazer o bem.”
  • “A nossa felicidade será naturalmente proporcional em relação à felicidade que fizermos para os outros.”
LEONARDO DA VINCI:  
  • “A felicidade está na atividade.”
SÓCRATES: 
  • “Tudo aquilo que diz respeito à alma quando submetido à razão, conduz à felicidade.”
BUDA: 
  • “Nem a riqueza, nem a beleza fazem a felicidade. Aquele que ama a Verdade e a Justiça, este sim, é feliz.”
VILLA-LOBOS: 
  • “Um povo que sabe cantar está a passo da felicidade.”
CHARLES CHAPLIN:  
  • “Nos últimos vinte anos conheci a felicidade. Quisera escrever sobre isso, porém, é de amor que falo e o amor está acima de tudo que se possa exprimir.  
HENRY FORD: 
  • “A lei natural é a lei de trabalho e só por meio de trabalho honesto há felicidade e prosperidade.”
AIRTON SENNA: 
  • “Preservo meus valores. Eles são o meu alicerce. Mexer no meu alicerce é um risco que não quero correr. Sou feliz assim.”
STUART MILL: 
  • “Aprendi a buscar a felicidade limitanto meus desejos, ao invés de satisfazê-los.”
ALMIR SATER: 
  • “Cada um de nós compõe a sua história. Cada um carrega em si o dom de ser capaz de ser feliz.”
JESUS CRISTO: 
  • “Felizes e benditos são aqueles que ama o Senhor de todo o coração, com toda a alma  com todas as forças e ao próximo como a si mesmo.”
ABRAHAM LINCOLN:  
  • “Quase sempre a maior ou menor felicidade depende do grau da decisão de ser feliz.”
ÉRICO VERÍSSIMO: 
  • “Felicidade é a certeza de que a vida não está passando inutilmente.”
ROUSSEAU: 
  • “A espécie de felicidade de que preciso não é tanto fazer o que quero, mas não fazer o que não quero.”
TALES DE MILETO: 
  • “A felicidade do corpo consiste na saúde, e a do espírito, na sabedoria.”
LUIZ BORGES: 
  • “Uma forma de felicidade é a leitura.”
TEILHARD DE CHARDIN: 
  • “Matéria, Vida e Energia: são as três colunas de minha visão e de minha felicidade interior.”
AUGUSTO COMTE: 
  • “Viver para os outros é não somente a lei do dever como da felicidade.”
PASCAL: 
  • “O prazer dos grandes homens consiste em poder tornar os outros mais felizes.”
DEMÓCRITO: 
  • “Quem faz o homem feliz não é o dinheiro e sim a retidão e a prudência.”
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE: 
  • “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.”
MACHADO DE ASSIS: 
  • “Dinheiro não traz felicidade – para quem não sabe o que fazer com ele.”
SIGMUND FREUD: 
  • “A felicidade é um problema individual. Aqui, nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar, por si, tornar-se feliz.”
ALLAN KARDEC: 
  • “A nossa felicidade será naturalmente proporcional em relação à felicidade que fizermos para os outros.”
FRIEDRICH NIETZSCHE: 
  • “Não é a força mas a constância dos bons resultados que conduz os homens à felicidade.”
MÁRIO QUINTANA:  
  • “Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.”
PAULO COELHO: 
  • “A felicidade às vezes é uma bênção, mas geralmente é uma conquista.” 



    Para representar o conhecimento CIENTÍFICO, fui em busca de algo que pudesse –  senão fechar uma tese – pelo menos, apresentar uma possibilidade.

    Todos sabemos que o CÉREBRO é a máquina-chefe do nosso organismo. Se andamos, comemos, rimos ou choramos , é porque ele nos possibilita a tal.  E como toda máquina, ele precisa de um motor e combustível para funcionar. Pode-se dizer que esse motor são os neurônios e o combustível, os neurotransmissores.

    NEUROTRANSMISSOR
    Substância química produzida em uma célula do cérebro, o neurônio. É  capaz de conduzir e transmitir uma informação de um neurônio a outro, ou seja, é como um telefone para comunicação entre os neurônios. Essa comunicação se chama sinapse.

    Os neurotransmissores são o combustível para o cérebro realizar determinadas funções.

    Os clássicos são: acetilcolina, as catecolaminas (dopamina, adrenalina e noradrenalina) e, a artista principal, a serotonina.
    SEROTONINA
    Substância que implica em depressão,  felicidade, ansiedade e tranqüilidade e em outras diversas áreas do comportamento - como agressividade, raiva, irritabilidade.  Participa também de outras funções do organismo, como apetite, controle de temperatura, sono, náusea e vômitos, sexualidade e, é muito importante no sistema de dor.

    Ela é sintetizada no cérebro e no tubo digestivo e armazenada em plaquetas e no sangue.  Muitos remédios são usados para repor a serotonina no cérebro, no combate a diversas doenças.
    Ex: os antidepressivos.


    A SUBSTÂNCIA DA FELICIDADE?
    Importante ressaltar que para a ciência a serotonina não é a causa única e determinante da FELICIDADE. Ela apenas colabora para nosso organismo se sinta bem, em harmonia entre corpo e  mente.  
    Porém, existem diversos  outros fatores que impedem essa determinação final. Estresse, distúrbios psicológicos, doenças – inclusive físicas – os próprios problemas cotidianos e a infindável inquietação dos seres humanos com a vida.
    Portanto, torna-se praticamente impossível conceituar a tão aclamada FELICIDADE. Sabemos que a buscamos. Sabemos que  conceito existe, pois o criamos, o verbalizamos. Porém, ainda mas somos incapazes de descrever uma classificação final. Talvez porque esta não exista. Reportando-nos à  Eistein...
    TUDO É RELATIVO.
    http://flaviaescarlate.blogspot.com/2010/03/conceitos-segundo-os-diferentes-tipos.html