sexta-feira, 11 de novembro de 2011

BELIZÁRIO DE ALMEIDA - BANDEIRANTE DO SÉCULO XX


BELIZÁRIO DE ALMEIDA
Meu avô paterno
Nasceu em BARRETOS/SÃO PAULO, em 24 de fevereiro de 1903, fez seus primeiros estudos em Campinas - São Paulo. Ajudou na fundação de COSMORAMA/SP, em 1935, foi nomeado PREFEITO MUNICIPAL. Fundou MARAVILHA, em 1944, hoje, MERIDIANO/SP. Em 1947, fundou SANTA ALBERTINA/SP. SANTANA DA PONTE PENSA/SP, em 1950. Em 1958 fundou NOVA OLÍMPIA/MT e foi vereador em BARRA DO BUGRES/MT, no mesmo ano. Ajudou a fundar TANGARÁ DA SERRA/MT, em 1959, por meio do contrato com A SITA.
FAMILIA ALMEIDA - NOVA OLIMPIA
BELIZÁRIO DE ALMEIDA foi casado com Joana Correa de Almeida (TIO BILI - falecido e Dona Joana - falecida), teve 06 filhos: Maria Aparecida (Cida), Gustavo (Neguinho-falecido), Wilson (Fusa-falecido), Paulo (Tuta - falecido), Dalva e Antonio (Tuim) Em 1989, morre em TANGARÁ DA SERRA.

Minha infância - Década de 70 - nos anos 80 fui para São Paulo: 

Uma coisa que não entendia - o retrato da Rainha Elizabeth na sala do meu avô... era oval e moldura antiga, era muito jovem. Ele nunca disse por que guardava aquele retrato, era o único na sala. 

Outra coisa era um relógio imenso, com pêndulos imenso, que fazia tic-tac 24 horas por dia e de horas em horas, fazia o maior barulho na casa toda. MEIA NOITE ENTÃO ... que loucura ... ninguém dormia, eram 24 batidas, que tortura. Mas o relógio era lindo.

Ouvia muito o disco de vinil - Demônio da Garoa, Padre Zezinho, Roberto Carlos ... em uma vitrola a bateria e uma manivela. Que trabalho.

No final dos anos 70 - minha família foi a primeira a ter uma Televisão na cidade, isto quer dizer, que meu avô e meu pai tiveram que colocá-la do lado de fora da casa, para que todos assistissem os programas. Tinha gente até em cima de árvore. A cidade inteira estava na frente da minha casa. Depois virou mania Televisão na cidade.

NOVA OLÍMPIA - MATO GROSSO
IGREJA MATRIZ

Os primeiros povoadores da localidade acompanharam o curso histórico de Barra do Bugres, uma penetração espontânea de aventureiros.

No começo da década de setenta, Belizário de Almeida, paulista de Barretos, conhecido por Bili, agrimensor prático, partiu de Assari, hoje entroncamento para Arenápolis-Tangará da Serra, com 12 índios da tribo dos umutina, abrindo picada até o córrego do Grilo, sugestivo nome em face das terras griladas na região.

Assim começou o lugar. Tudo na enxada, antes da revolução moderna do cerrado. Foram chegando ao lugar os migrantes, a maior parte procedentes de Olímpia, Estado de São Paulo. Devido a este fato, o núcleo passou a denominar-se Olímpia. A Lei Estadual nº 2.153, de 15 de maio de 1960, criou o Distrito de Paz de Olímpia.

O município foi criado através da Lei Estadual nº 4.996, de 13 de maio de 1986, com a denominação de Nova Olímpia. O termo "Nova" foi acrescentado para distinguir o município mato-grossense do município paulista de Olímpia.-

(Site: Prefeitura de Nova Olimpia - http://www.novaolimpia.mt.gov.br/A-Cidade/Historico )




http://www.youtube.com/watch?v=8_P5spnWoPo