quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Bebê encontrado em Cuiabá deve ser levado para adoção, diz conselheiro

A mulher que aparece no vídeo da TVCA, sobre este caso, é a mesma que está no meu vídeo, no SINJUSMAT, que mentiu que era funcionária do PODER JUDICIÁRIO. Eu trabalho desde 1987, conheço quase todos os servidores antigos, só de 05 anos para cá, que não conheço, já que não estava mais no Treinamento.

A tal da MARINA é garçonete, não servidora do Poder Judiciário. Fui na Policia Militar, na base, aqui perto de casa no Araes, mas se não fosse a Policial Mirela, está criança, iria parar nas mãos de uma louca ... certeza ... Jocilene Rodrigues Assunção ...



http://s.videos.globo.com/p2/player.swf" type="application/x-shockwave-flash"> http://s.videos.globo.com/p2/player.swf" name="movie" />






http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1752700-7823-MAE+DE+BEBE+ABANDONADO+NA+RUA+EM+CUIABA+E+ADOLESCENTE+USUARIA+DE+DROGAS,00.html

Segunda-feira, 02/01/2012
Em Cuiabá, uma tia da mãe do bebê abandonado do primeiro dia do ano procurou o Conselho Tutelar. Ela disse que a mãe é uma adolescente de 15 anos que é usuária de drogas.

http://s.videos.globo.com/p2/player.swf" type="application/x-shockwave-flash"> http://s.videos.globo.com/p2/player.swf" name="movie" />

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1754172-7823-MOTORISTA+DIZ+SER+PAI+DO+BEBE+ABANDONADO+NA+RUA+EM+CUIABA,00.html
Terça-feira, 03/01/2012
Um homem apareceu dizendo ser pai da criança e que não sabia que a mulher dele estava grávida. A criança, ainda está no Pronto Socorro municipal e será liberada quando completar dez dias de internação.

.x.x.x.x.x.x.


Menina passa bem e está internada no Pronto-Socorro de Cuiabá.

Caso seja localizada, mãe pode responder por abandono de incapaz.

bebe abandonada recebe cuidados no PS de Cuiabá (Foto: Reprodução/TVCA)

Bebê deve continuar internada por mais 9 dias no
Pronto-Socorro de Cuiabá (Foto: Reprodução/TVCA)
Deve ser encaminhada para a adoção a menina recém-nascida encontrada na manhã deste domingo (1º), na região central de Cuiabá. Conforme Devair Rodrigues, representante do Conselho Tutelar de Cuiabá, um boletim de ocorrência já foi feito e deve ser encaminhado ainda nesta segunda-feira para a Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Dedica).

Além do boletim de ocorrências, o caso também deve ser informado para algumas autoridades que lidam com problemas sociais entre crianças e adolescentes. “Estou fazendo um relatório para informar um juiz que o bebê está no Pronto-Socorro de Cuiabá”, afirmou o conselheiro.

Ainda de acordo com Devair Rodrigues, assim que o juiz for informado sobre o caso, deve ser expedido um documento que permite que assim que estiver em condições, a criança seja levada ao Lar da Criança, onde possivelmente deve ser encaminhada para adoção. “O número de casais na lista de espera para adotar uma criança é muito grande, principalmente neste perfil que se trata de um recém-nascido”, acrescentou.

A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente deve abrir inquérito para investigar os motivos que levaram a mãe a abandonar a criança. De acordo com a Polícia Civil, assim que iniciarem as investigações, se localizada, a mãe da criança pode ser indiciada por abandono de incapaz.

Até as 10h20 desta segunda-feira (2), nem o Conselho Tutelar e nem a polícia tinham recebido alguma informação sobre o paradeiro da mãe da criança.

O caso
A menina foi encontrada abandonada por volta das 12h deste domingo (1º) em uma das principais avenidas de Cuiabá. O bebê foi encontrado enrolado em uma manta branca e ainda estava com a placenta quando foi achado por uma família. A recém-nascida foi avistada por um menino de apenas quatro anos. Ele viu o bebê se mexendo e chamou a avó. A idosa pegou a criança e pediu ajuda de uma viatura que passava pelo local.

A pediatra que recebeu a criança no Pronto-Socorro de Cuiabá afirmou que o estado de saúde da menina é considerado estável e que o bebê nasceu com 47 centímetros e pesando 3,4 quilos. Segundo a médica pediatra, a criança deve ficar em observação por pelo menos 10 dias no PSM.