sábado, 28 de janeiro de 2012

LUIS DE CAMÕES - Poema de amor




Este é talvez um dos mais conhecidos poemas de amor.   Foi produzido no século XVI   por   Luis de Camões, escritor Português,  e ainda alimenta muitos corações apaixonados.




Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence o vencedor,
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?







Enquanto houver no mundo SAUDADE
Quero que seja sempre celebrada.

Camões


Traduções

This is perhaps one of the most famous love poems. It was produced in the sixteenth century by Luis de Camoes, Portuguese writer, and still feeds many hearts in love.


Love is a fire that burns without being seen;
It wound that hurts and does not feel;
It is an unhappy contentment;
It's pain without hurting.


It's not a want more than good will;
It is a solitary walk among us;
It is never content himself with joy;
It's a look at what is gained is lost.


You will want to be arrested for
You serve who wins the winner,
It kills us to have someone loyalty.


But how can cause your favor
Friendship in human hearts;
If so contrary to itself is the same love?




Este es quizás uno de los poemas de amor más famosas. Se produjo en el siglo XVI por Luis de Camoes, escritor portugués, y todavía se alimenta de muchos corazones en el amor.



El amor es un fuego que arde sin ser visto;

Es herida que duele y no se siente;

Es una alegría triste;

Es el dolor sin lastimar.



No es un deseo más que buena voluntad;

Es un paseo solitario en medio de nosotros;

Nunca es contentarse con alegría;

Es un vistazo a lo que se gana se pierde.



Tendrá que ser arrestado por

Servirle, que gana el ganador,

Que nos mata a tener lealtad a alguien.



Pero, ¿cómo puede causar a su favor

La amistad en el corazón humano;

Si es así en contra de sí mismo es el mismo amor?