quinta-feira, 22 de março de 2012

BRUXAS DE SALÉM - a história se repete em Mato Grosso e no Brasil

ASSISTAM AS BRUXAS DE SALEM - UMA HISTÓRIA VERDADEIRA QUE ACONTECEU NOS ESTADOS UNIDOS, QUE SE REPETE EM MATO GROSSO E NO BRASIL ... TEVE QUE CHEGAR A ESTE ESTÁGIO, PARA ENTENDER, QUE ESTE POVO É LOUCO.

Para quem já assistiu, a história termina, quando as garotas acusam a mulher do governador, de Bruxaria.  No caso do nosso Estado, o problema da nossa 1ª DAMA é o fato de ser LOIRA.

Vocês não sabem o que tive que perder, para salvar pessoas.

Dinheiro foi o de menos, pois os empréstimos que fiz, não me arrependo de nada, pois a minha consciência estará sempre tranquila em todos os momentos da vida. O problema maior, é que alguns, ainda insistem em continuar a história.

Infelizmente, a 1ª DAMA DO ESTADO, terá que levar a culpa, até que as pessoas entendam que elas estão influenciadas pela loucura desta gente.

Hoje, dia 22/03/2012, o mundo saberá que alguém usou a MÍDIA, para propagar fatos inverídicos e irreais. A NOSSA MÍDIA ESTÁ CONTAMINADA POR ESTAS LOUCURAS.




Bruxas de Salém
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Ilustração de 1876 da sala de audiências.


Bruxas de Salém refere-se ao episódio gerado pela superstição e pela credulidade que levaram, na América do Norte, aos últimos julgamentos por bruxaria na pequena povoação de Salém, Massachusetts, numa noite de outubro de 1692.[1]

O medo da bruxaria começou quando uma escrava negra chamada Tituba contou algumas histórias vudus (religião tradicional da África Ocidental) a amigas, que, por esse fato, tiveram pesadelos. Um médico que foi chamado para examina-las declarou que as moças deveriam estar "embruxadas".

Os julgamentos de Tituba e de outras foram realizados perante o juiz Samuel Sewall. Cotton Mather, um pregador colonial que acreditava em bruxaria, encarregou-se das acusações. O medo da bruxaria durou cerca de um ano, durante o qual vinte pessoas, na sua maior parte mulheres, foram declaradas culpadas de realizar bruxaria e executadas. Um dos homens, Giles Corey, morreu de acordo com o bárbaro costume medieval de ser comprimido por rochas em uma tábua sobre seu corpo até morrer, levando ao total 3 dias. Foram presas cerca de cento e cinquenta pessoas. Mais tarde, o juiz Sewall confessou que pensava que as suas sentenças haviam sido um erro.

As principais testemunhas de acusação — que se diziam sob influência de bruxaria — foram Ann Putnam, Jr., Elizabeth "Betty" Parris, Maria Walcott e Abigail Williams.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bruxas_de_Sal%C3%A9m


ASSISTAM O VÍDEO:

http://www.youtube.com/watch?v=IT0Mk8UaVAg&feature=fvwrel

http://www.youtube.com/watch?v=N358aoK_V0E

ESTUDO
http://www.youtube.com/watch?v=rWHce2LwlQw&feature=related