quarta-feira, 21 de março de 2012

Sem julgamento precipitado, mas advertindo quando 10%

Se sou obrigada a dar 10% do meu salário, todo o mês, mais as doações que feita durante o culto, penso eu, que quero saber onde vai este dinheiro.

Sei que Deus não precisa, mas a Igreja precisa se manter, mas a questão dos evangélicos é algo descomunal, já que é 10% do salário, isto provoca um rombo em casa, além de muitas vezes, ser usado indevidamente.

Mas é aí que entra um CONSELHO FISCAL DE FIEIS, ele pode ser pastor, mas não está imune ao pecado da LUXURIA e a GANANCIA, enquanto os fieis passando necessidade, até de alimentar-se corretamente. Creo que DEUS não tiraria de seus filhos, é a minha opinião sobre DEUS.

TRANSPARENCIA ATÉ DENTRO DAS IGREJAS ...

DEVEMOS SABER COMO ESTÁ SENDO GASTADO O DINHEIRO QUE COLOCO NA IGREJA.




Ps.:  eu não sou evangélica, mas acho um absurdo 10% do salário, penso que devo dar o quanto posso, as vezes, a situação está tão apertada, que isto iria aliviar o problema.