sexta-feira, 11 de maio de 2012

Solteiro(a) e feliz!



"Você namora há um tempo. Sua família começa a fazer pressão: “quando será o casamento?”.

Não para de chegar convite para festas de casamento de amigos.


E você pensa: sou solteira(o) e sou feliz!


Para a grande maioria da sociedade é muito difícil imaginar que uma pessoa solteira é uma pessoa feliz. Mas contrariando esse ideal, solteiros(as) se sentem completos e felizes e não esperam necessariamente mudar seu estado civil.


Isso não significa que são contra casamentos e relacionamentos duradouros; se a pessoa perfeita surgir será uma benção, mas caso não aconteça, não sentem que o mundo é injusto e duro demais.





Muitos são os motivos que levam ao aumento de solteiros(as) felizes:

1.    Mulheres solteiras não precisam procurar segurança financeira em um parceiro. Atualmente, muitas mulheres possuem cargos e responsabilidades iguais aos homens, o que permite que tenham investimentos próprios, comprem sua casa e comecem a pensar em família apenas se for um desejo. Dessa forma, escolhem alguns parceiros, mas priorizam a carreira e seu sucesso profissional. Mulheres nessa situação têm aumentado diariamente, e é uma opção.

2.    Aumento significativo dos divórcios: casamentos duram cada vez menos. É um investimento alto para ser desfeito por vaidades, diferenças entre o casal e foco individualista na vida. Por esse motivo muitas pessoas pensam muito antes de tomar a decisão.

3.    Pessoas divorciadas ou que saíram de um relacionamento longo que vivendo sozinhas conseguiram encontrar o seu “eu” novamente, o que gostam e o que esperam da vida. Começam a entender muitas atitudes que não gostariam de vivenciar novamente.

4.    Carreira e educação são as prioridades. Como mulheres e homens possuem objetivos para alcançar, deixam o casamento para segundo plano. Para essas pessoas, se relacionar está ótimo, contanto que não interfira nos objetivos principais de sua vida.


Coração sem CONEXÃO ... portanto LIVRE



Com todos esses fatores, ser solteiro para muitos é uma decisão consciente. Claro que muitos admitem que viver sozinho não é a primeira opção, mas aceitam levar a vida com as prioridades que escolheram.

Existem pesquisas que afirmam que pessoas casadas são mais felizes e têm uma vida mais longa que pessoas solteiras. Para os tradicionalistas os solteiros estão cometendo um erro ao deixar de constituir família. Mas apesar de todas essas crenças, solteiros convictos estão convencidos que o casamento tradicional não é garantia de felicidade.

Viver sozinho(a) significa ter uma vida que pertence inteiramente a uma única pessoa. Por esse motivo, pode ser que mais tarde alguns desses solteiros resolvam encontrar alguém para começar a dividir sua história, ou se dediquem a cuidar de outros, preencham as lacunas da sua vida com arte, viagens e música. 

E vamos deixar claro que ser solteiro não significa ser sozinho. Essas pessoas namoram, paqueram, têm casos pontuais... mas estão longe de querer um papel em tempo integral em um casamento. Pelo menos ... por enquanto!

http://www.portaldoamor.com.br/conselhos/solteiros/artigo/solteiroa-e-feliz.html