sábado, 6 de outubro de 2012

O que me compra?

Tem gente que acha que com dinheiro irá me ter nas mãos, assim querem que fique sem ele, para que eles possam me dominar.

Ledo engano, pois se me conhecesse de verdade, iria perceber, o que penso é algo bem diferente.

Meus pais, Paulo e Glória, apesar de aparentar uma vida modesta em Nova Olímpia,  tinham posses, tinham condições, tinham conhecimentos e tinham estudos. Os dois vieram de família, que além de dar condições de vida, tinham muito estudo.

Meu pai é do Estado de São Paulo,  minha mãe é do Estado de Mato Grosso, os 2 se conheceram aqui, casaram e tiveram filhos.

Mas meu pai veio de São Paulo para Mato Grosso, porque meu avô BELIZÁRIO  não queria que ele estivesse envolvido com os MOVIMENTOS ESTUDANTIS  EM SÃO PAULO  (O movimento Estudantil do Interior Paulista - 1958 a 1968), meu avô era tranquilo, nunca gostou de qualquer tipo de agressão ou confronto, sendo assim, meu pai que tinha uma filosofia de LIBERDADE e busca de uma SOCIEDADE MAIS JUSTA,  participava deste movimento, isto incomodava meu avô, mas sempre esteve ligada ao Movimento,  mesmo distante.

Me lembro, quando criança, na época da Ditadura Militar, que quando chegavam as tropas do Exército na região, meu pai, ficava agitado, e as suas "armas" preparadas para qualquer evento, penso que no intimo pensava que estavam atrás dele, até poderia, mas como a família fez muita coisa na Região de Barra do Bugres e Tangará da Serra, eles não ligaram a pessoa, ao Movimentos em São Paulo.

Recordo, que até colocaram um MILITAR, na Escola WILSON DE ALMEIDA, como Professor e Diretor,  penso que foi para fazer uma investigação mas detalhada, seria possível, convivendo com a comunidade, sem levantar suspeita,  como não encontraram nada,  deram por encerrada a investigações. Mas quem arrumou encrenca com o diretor?  Eu!!!

Ele participava da politica, por meio do MDB (Movimento Democrático Brasileiro), partido da oposição, contra o partido da situação ARENA,  onde a maioria era de controle dos Militares. Tanto que meu tio WILSON DE ALMEIDA, foi morto, por causa dela, a política. Foi Prefeito em BARRA DOS BUGRES, na época da Ditadura Militar.

É aqui que quero chegar, eu convivi um IDEALISTA.  

Eu sou filha de um HUMANISTA.  

Eu sou filha um SOCIALISTA.  

E EU TENHO ORGULHO DISSO.

Meu pai me deu uma visão diferenciada do mundo, tanto, que eu e ele vivíamos brigando, já que as idéias de LIBERDADE, também me pertencia.

Agora entendam, que qualquer fato ou ato, que vocês tentem para me denegrir, não irá me afetar, pelo contrário, me estimula ainda mais a COMBATER OS SEUS IDEAIS PROMÍSCUOS.


EU SOU FILHA DA DITADURA - 1968


Para me conquistar, além ter muito estudo, conhecimento, tem que ter CARÁTER, ÉTICA, MORAL, SABEDORIA, etc.

Vocês utilizaram os métodos errados, imporam sua vontade, sem saber quem sou.  Portanto, o seu CONTROLE  E FISCALIZAÇÃO, se estrigem aos seus, e não a mim, ou outros iguais a mim. Nós não pertencemos ao mesmo CLÃ, eu sou a favor da LIBERDADE.

EU NÃO VIVO EM UMA SOCIEDADE, ONDE A DITADURA IMPERA, EU VIVO EM UMA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA.


(1958 – 1968)