segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Reportagem antiga, mas é real


PF prende membros de quadrilha de tráfico de mulheres atuante em Mato Grosso


A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira seis pessoas acusadas de participação em um esquema de tráfico internacional de mulheres. Trata-se de uma quadrilha que, segundo a polícia, recrutava mulheres em Barra do Garças (516 km de Cuiabá) e municípios vizinhos para prostituição em Madri, na Espanha.

Conforme as investigações, o grupo convencia as mulheres a se desfazerem de bens e a abandonarem suas famílias. Antecipava os valores necessários para a retirada de passaportes, comprava as passagens aéreas e bancava as demais despesas de viagem. O esquema também usava a internet para selecionar as brasileiras por meio de fotos.

Das seis pessoas acusadas na Operação Madri, quatro foram presas em Barra do Garças. São elas: Aldeana dos Santos, Laura Vieira, Mari Lucia Gama e Eva Luz, apontadas como responsáveis pelo aliciamento e seleção prévia das brasileiras.

Também foram presos a agente de turismo Roberta Bueno em Pontalina (GO), que supostamente emitia as passagens aéreas, e o cidadão espanhol Antonio Tomas Garcia Gonzáles, tido como o responsável pela escolha das mulheres e por acompanhá-las até os locais de prostituição na Espanha. O espanhol foi detido dentro do avião, no aeroporto internacional de Goiânia. Três vítimas estavam no vôo, cujo destino final era Madri.

De acordo com a PF, as brasileiras aliciadas eram submetidas a condições de semi-escravidão, pois tinham seus passaportes retidos pelos proprietários de boates, sendo obrigadas a se prostituir para custear alimentação e estada e a ressarcir os custos da viagem.

Ainda conforme a polícia, algumas mulheres conseguiram escapar e retornar ao Brasil. Outras nem sequer chegaram a ingressar na Espanha, pois foram deportadas. A maioria, no entanto, permanece lá sob o domínio dos donos de boates. A investigação teve início há dez meses a partir de depoimentos de vítimas e parentes delas.

A PF indiciou os presos por tráfico internacional de pessoas e formação de quadrilha. Apreendeu diversos documentos que comprovariam a prática do crime e outras provas que podem revelar a identidade dos demais integrantes do esquema. Ao menos 11 mulheres haviam sido levadas para o exterior até outubro último.

Fonte: www.olhardireto.com.br


http://jornaldedomingo.blogspot.com.br/2008/03/pf-prende-membros-de-quadrilha-de.html



OUTRA REPORTAGEM:


14/01/2009 - 10:11

PF prende cinco suspeitos de tráfico internacional de pessoas


G1
Cinco pessoas foram presas nesta quarta-feira (14), em Anápolis e São Miguel do Passa Quatro (ambas em Goiás), em uma operação da Polícia Federal, em conjunto com a polícia da Suíça, contra uma quadrilha suspeita de tráfico internacional de pessoas. Também foram apreendidos documentos dos suspeitos de envolvimento no esquema.

Segundo a assessoria de imprensa da PF, o grupo aliciava mulheres brasileiras e as encaminhava para a Suíça. As investigações no Brasil tiveram início depois da prisão de dois irmãos, suspeitos de comprar um bebê para vendê-lo para um casal estrangeiro.

Na Suíça, um suspeito de participação na quadrilha deve ser interrogado.