terça-feira, 29 de outubro de 2013

Momento Claudia Fanaia Dorst...

Hoje, chegando em casa, como sempre há sempre alguém estacionado na frente da minha garagem. Para facilitar o transito, eu estaciono na frente da garagem, com a traseira do carro, para a rua, assim sobra mais espaço, pois moro na frente do Colégio Ezequiel de Siqueira, perto do Aprovação e um monte de pontos comerciais. Vive lotado de carro, mas não há muita gente na rua, só na entrada e saída do colégio, fora disso, pedestre tem poucos.

Parei o carro, como sempre coloco, de frente para a minha garagem, alias metada da garagem, pois a outra metade estava ocupada por outro carro. De certa forma, este condutor teria que ser um excelente motorista para manobrar, senão teria problemas.

O senhor estava na marcenaria, veio e me disse que iria sair. Tirei o carro, mas como vi que ele iria demorar, retornei o carro, mas estacionado da maneira correta.  Ele não gostou e me chamou de mal-educada.

Respondi, o senhor está na frente da minha garagem, quem esta errado é o senhor, posso chamar a PM para retirar seu carro.

Ele quis impor sua autoridade, dizendo, EU SOU UM PROCURADOR.

Quando ele disse isto, meu sangue subiu pela cabeça, ele estava usando da sua autoridade, para justificar o seu erro,  e eu disse, sendo assim, o SENHOR TEM QUE DAR O EXEMPLO, conheçe as leis, sabe que está errado, então como ousa a parar o carro na minha garagem, esperando que eu não reclame.

SE É UM PROCURADOR, QUE DÊ O EXEMPLO DE CIDADAO. O SEU ERRO É MAIOR QUE OS DEMAIS CIDADÃES.

FRENTE DE CASA