sexta-feira, 25 de julho de 2014

História de D. João VI, na época do Imperio

Facebook de Identidade Imperial


DOM JOÃO VI EM AÇÃO.

Passando um dia pela Rua dos Ourives, D. João VI ouviu gritos lancinantes que partiam de uma loja. Fez parar a carruagem e chamou dois negros que trabalhavam, ordenando-lhes que chamassem o dono da casa. Momentos depois este vinha ao encontro de Sua Majestade, quebrado em dois, numa eloquente atitude de submissão.

— De onde vêm esses gritos? – perguntou D. João.

— É uma de minhas escravas, a quem estou fazendo chicotear.

— Que fez ela?

— Ela me roubou açúcar.

— Quantas chicotadas ela deve receber?

— Cento e cinqüenta.

— Quantas já recebeu?

— Oitenta e duas.

— Eu te peço o perdão pelo resto.

— Obedecerei a Vossa Majestade.

— Eu te agradeço – disse D. João, fazendo um gesto ao cocheiro para que pusesse a carruagem em movimento.

Não estava ainda o Rei longe, quando novamente ouviu os gritos da preta. Fez voltar o carro, chamou o impiedoso senhor e, como punição, libertou a escrava.