sábado, 24 de janeiro de 2015

24 DIA DA CONSTITUIÇAO

Adicionar legenda


 
Hoje é dia da Constituição Brasileira, vi meu pai, meu tio e muitos outrod lutarem por um pais Democrático, Justo e Digno.

Meu pai conseguiu ver o seu sonho se tornar realidade, morreu no mesmo ano que a Democracia se tornou realidade, meu Tio não teve sorte, morreu 1973.

HOJE TEM DEMOCRACIA NESTE PAIS, PORQUE HOUVERAM HOMENS E MULHERES QUE LUTARAM POR ISTO, ENQUANTO ALGUNS TINHAM SEUS TITULOS COMO JUIZES E DESEMBARGADORES ESCOLHIDOS POR MILITARES.


UM POUCO DA HISTÓRIA DA JUSTIÇA FEDERAL - Texto internet:

 
"68 foi barra
Plena ditadura
Plena resistência
Plena tropicália
Plena confusão
[...]
68 foi bala
E mais bala foi setenta e um, e dois, e...
Mais bala foi depois
Sempre alguém sumido de casa
Torturado, morto,
Mutilado pelo Estado ao bel-prazer
Boiando no Rio da Prata
Guerrilheiros, jornalistas,
Marinheiros, padres e bebês
Boiando no Rio da Prata
Visto num jazigo vago
Ou num muro de Santiago
Ou jogado numa vala comum [...]"1
Nei Lisboa

"Um pouco da história


A possibilidade de interferência do Executivo no Judiciário, com o presidente nomeando todos os juízes e podendo demiti-los, fazia lembrar o velho Poder Moderador de Dom Pedro I e o consequente desequilíbrio entre os Poderes da República. "Comentavam alguns que a Justiça Federal seria extinta quando acabasse o regime militar"7, observa Freitas. Em entrevista concedida em 1996, por ocasião do 30º aniversário da recriação da JF, o então presidente do TRF da 2ª Região (com sede no Rio de Janeiro), desembargador federal Ney Magno Valadares, contestava essa desconfiança de que ela era vinculada ao autoritarismo."




Adicionar legenda
VIVA A DEMOCRÁCIA, HOJE QUEM ESTA NO PODER É ESCOLHIDO PELO POVO, E QUEM ESTÁ NO PODER JUDICIÁRIO É POR MERITO PRÓPRIO, POR ESTUDO E COMPETENCIA... POVO LIVRE, JUDICIÁRIO INTEGRO E JUSTO, TUDO NA DEMOCRÁCIA.



Eu nasci em 1968, durante a Ditadura Militar, quando criança não sabia pq meu pai não gostava de alguns militares, apesar que o Colégio Estadual de Nova Olímpia tem o nome do meu Tio, Wilson de Almeida, MAS SABIA QUE ELES LUTARAM POR UM PAIS DEMOCRÁTICO, depois já na dita Democracia, já no 2 Grau, entendi que meu pai e outros destas cidades estavam ligados a movimentos democrático, em SP e outras regiões.

  • Cláudia Cristinne Fanaia De Almeida Dorst Mas meu Tio e meu pai, antes da tal Ditadura, estudavam em SP, concluindo... certeza absoluta, estavam ligados a tais movimentos... eram eles que mantinham todos informados do que ocorriam em SP. Meu tio Wilson de Almeida, morreu 1973, meu pai Paulo de Almeida, em 1985, mas viu a DEMOCRACIA, QUE FAZIA PARTE DO SEU SONHO, SE TORNAR REALIDADE.

  • Cláudia Cristinne Fanaia De Almeida Dorst Sabe, era reunião, mas reunião, com MBD, para termos um país Democrático, Justo e Digno.
  •