segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

VIVA A LIBERDADE DE ESCOLHA

O que mais prezo  neste  mundo, é  o conhecimento e o direito de ser eu mesma.

Sendo assim, não  interessa o que a outra pessoa irá  pensar a meu respeito, pois eu também  tenho que respeitar  a sua forma de pensar.

Faço  o quero, dentro  dos parâmetros da igualdade de direitos e dentro das regras sociais. 

O meu limite acaba quando esbarro no direito do outro de livre escolha. E o limite do outro acaba quando  esbarra no meu direito de escolha.

Sendo o Brasil Democrático  e Livre, então  faço  aquilo que me convier, não  tenho que obedecer ninguém, a não  ser estar de acordo com as regras  constitucionais.

SE ESTOU USANDO DOS MEUS DIREITOS  CONSTITUCIONAIS, ESTOU DENTRO DA LEI, E CUMPRINDO COM OS MEUS DEVERES TAMBEM, DIREITOS E DEVERES  ANDAM JUNTOS.