quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Não sei o que está acontecendo em MT

UVou tentar contar o fato, como eu vi.

Hoje, final de tarde, depois das 18h, uma jovem senhora negra, foi buscar seus filhos no Colégio  Ezequiel de Siqueira, penso que deva ter saindo do trabalho, pois neste  horário são  poucos os pais que buscando seus filhos.

O Colégio  Ezequiel  de Siqueira, é um colégio municipal, para criancas até a 4 série, sendo assim, as crianças são na sua maioria estão na primeira fase de vida no colégio, do jardim até  a 4 série.

Já  passava depois das 18h, eu estava na frente de casa, quando ouvi, vários estrondos, começei a observar, vi que saia da Primor Marcenaria, mas no exato momento que lançaram as bombas, ainda tinha crianças saindo do colégio.

Neste exato momento, uma jovem senhora negra, com 2 filhos, na faixa de 5 a 7 anos, passava na calçada da marcenaria, havendo um desintendimento entre eles, pois as bombas cairam proximos aos seus filhos, ou chegou a bater neles. Não vi, só vi as crianças se assustando e até comerarem a chorar.

Pelo estrondo das bambas, não era uma bombinha de crianças, era bomba pesada, que deve ferir alguém, caso exploda próximo a qualquer ser vivo.

A jovem senhora negra e seus 2 filhos, além de sofrerem com o abuso destes marceneiros, quando seus filhos foram alvo de bombas, foram humilhados com palavras, nenhum deles se dispôs a saber se eles estavam bem, se machucaram, só agrediram verbalmente, para piorar a situação. Ela respondeu e protegeu seus filhos, pois a ousadia deles eram visível.

Penso, que tivessem feito  sem a intenção de machucar, deveriam perguntar, se estavam bem e estavam precisando que alguma ajuda, além de pedir desculpas. DESCULPA, NESTE MOMENTO, ERA FORMA DE DESFAZER O MAL FEITO... MAS NÃO AGREDIRAM.

NÃO  FIZERAM ISTO, PELO CONTRARIO, AGREDIRAM ELA, DEPOIS EU POR AJUDAR A JOVEM SENHORA E SEUS FILHOS. Jogaram pedras na minha casa, guardei as pedras, para mostras, caso necessário.

DESCULPAS E GENTILEZA SERIA A SOLUCAO, PARA UM PROBLEMA CAUSADO POR ELES, MAS SÃO DEMASIADOS INTOLERANTES E MACHISTAS.

Parecem, que jogar bombas mas pessoas, deve ser algo comum, em MT, pois chamei a PM, nada de passar e verificar o ocorrido. Aqui virou terra de ninguém, até a PM tem medo destes  marceneiros... que crueldade.

Me disseram que a jovem senhora negra foi internada, por fazer escândalo na rua, ofendendo a integridade moral e ética dos marceneiros, penso que a história contada por eles, anda meio invertida. Eles que venha para o meu lado, que vou colocar estes infelizes, debaixo do meu salto 15.

FICA AQUI A MINHA INDIGINACAO... QUE PAIS É ESTE?