sexta-feira, 25 de março de 2016

Luciano Huck não descarta a possibilidade de ser presidente do Brasil

VI A REPORTAGEM E FIQUEI CURIOSA,  BOM GENTE,  PENSO QUE LUCIANO HUCK TEM CONDIÇÕES DE GANHAR AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES. ESTAMOS SEM CANDIDATO, O BRASIL FICOU SEM REFERÊNCIA POLÍTICA EM ÂMBITO NACIONAL.
O QUE TEMOS PARA AGORA,  QUE O POVÃO VAI E PODE VOTAR:
1)  MARINA SILVA, ( Agora neste momento é a única que tem seu nome limpo, tem apoio popular e pode vencer as próximas eleições)
2) LULA (o povão tem saudades de LULA, se entrar,  ganha)
3) MICHEL TEMER -  perdeu a confiança popular, mas tem apoio partido.
4) JOSE SERRA (anda queimado perdeu a confiança popular, mas ainda tem simpatizantes), 
5) GERALDO ALKMIN  ( mesma coisa de Serra) 
6) RENAM CALHEIROS (Tem seu nome sujo na Praça, mas no Noroeste tem apoio popular)

7) AECIO NEVES ( perdeu a credibilidade junto aos seus eleitores e ainda conquistou muitos inimigos)

E OUTROS ... A VERIFICAR.
QUANDO VI A POSSIBILIDADE DO LUCIANO HUCK ENTRAR, PORQUÊ NÃO,  NÃO É POR SER UM APRESENTADOR FAMOSO, PORQUE VEJO UM GRANDE POTENCIAL DE UM LIDER POLÍTICO E TEM REFERÊNCIA NACIONAL, AS PESSOAS ACREDITAM E GOSTAM DELE, E ISTO O TORNA COM GRANDE POSSIBILIDADE PARA GANHAR UM ELEIÇÃO A PRESIDENTE. 
É UM LÍDER, É AMADO PELO POVÃO, TÊM TODA CONDIÇÃO PARA ENFRENTAR UMA CANDIDATURA E VENCER.
LUCIANO HUCK,  O POVO CONTA COM VOCÊ MAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES.

Texto- CLÁUDIA FANAIA 
Reportagem abaixo - site internet


Agora não. Daqui a dez anos, talvez eu tenha mudado a resposta', disse o apresentador à revista 'Alfa'.
Do EGO, no Rio
Tamanho da letra

Luciano Huck na capa da 'Alfa'
Luciano Huck posou para a capa da edição de abril da revista "Alfa" e, em entrevista à publicação, falou sobre suas visitas a comunidades carentes, sobre o Instituto Criar, ONG que encabeça, e até sobre a possibilidade de se tornar presidente do Brasil.

Acostumado a entrar sem segurança ou qualquer tipo de proteção especial em várias comunidades do Rio de Janeiro, Luciano afirma que não vê diferença entre as pessoas. "Entro em qualquer lugar do Rio. A minha segurança sou eu. As pessoas são iguais, só tem grana diferente", disse o apresentador. 

A mulher, a também apresentadora Angélica, conta que o marido se sensibiliza com as dificuldades do próximo e tenta ajudar a todos: "Ele tem uma coisa de olhar em volta e achar que pode salvar o mundo."

Com tanta abertura nas mais diferentes classes sociais e bons contatos na política - José Serra e Aécio Neves são amigos do apresentador - Huck bem que poderia tentar um cargo público, e, quando questionado sobre a possibilidade de se tornar presidente do país, diz que esse não é o momento, mas também não descartou a ideia completamente. "Agora não. Daqui a dez anos, talvez eu tenha mudado a resposta", disse.

Huck conta também que pretende fazer do Instituto Criar - ONG responsável por ensinar jovens da periferia a gravar e editar vídeos, produzir cenários e figurinos e animar desenhos - num projeto piloto em escolas da rede pública de São Paulo. "Acho que o governo é o único capaz de multiplicar de fato o que dá certo no terceiro setor. Eu só quero poder ajudar. Quando eu era moleque, achava que o Brasil não tinha jeito. Hoje eu sei que tem", afirma.

Luciano Huck

Luciano Huck