domingo, 1 de maio de 2016

TROPA DE TEMER VÊ SABOTAGEM NO REAJUSTE DO IR E DO BOLSA FAMILIA

Paulinho da Força, ao lado do tucano baiano Antonio Imbassahy e da senadora do PMDB Marta Suplicy – que foi embora debaixo de vaias –, disse que anúncio de melhoria nos benefícios sociais “parece vingança” e uma “tentativa de sabotar Temer”; Dilma, que já adiantou a ampliação do programa Mais Médicos, confirmou novas as medidas em ato da CUT que celebra o 1º de Maio, em São Paulo; à custa do sorteio de carros e de apartamentos, a Força Sindical reuniu, segundo a PM, 110 mil pessoas Campo de Bagatelle, em Santana, na Zona Norte da capital paulista

1 DE MAIO DE 2016 ÀS 14:28

247 - Aliado de primeira hora do vice-presidente Michel Temer, o deputado federal Paulinho da Força (SD-SP) afirmou durante evento da Força Sindical no Dia do Trabalho, em São Paulo, que o anúncio do "pacote de bondades" que a presidente Dilma Rousseff (PT) deve fará logo mais nas celebrações do Dia do Trabalhador da CUT "parece vingança" e "tentativa de sabotar Temer". A petista anunciou no início da tarde  reajuste de 9% nos benefícios sociais e de 5% na tabela do Imposto de Renda. Durante a semana, Dilma anunciou em solenidade ampliação do programa Mais Médicos.  

ADVERTISEMENT

"Esse aumento deveria ter sido feito antes. Agora parece um pouco de vingança e uma tentativa de sabotar o próximo governo. Então é uma coisa que nós não podemos aceitar. Embora a gente queira a correção da tabela do imposto de renda, é importante lembrar que eles estão nos devendo 72%, e não 5%. Os 5% não cobrem nem a inflação do ano passado", disse Paulinho da Força, segundo o portal G1.

À custa do sorteio de carros e de apartamentos, a Força Sindical reuniu, segundo a PM, 110 mil pessoas Campo de Bagatelle, em Santana, na Zona Norte da capital paulista. No palanque, o líder do PSDB na Câmara, o baiano Antonio Imbassahy, disse que o Brasil tem que fazer reformas: “O que nós queremos é um governo que traga de volta as esperanças e o crescimento do país".

A senadora Marta Supilcy (PMDB-SP) foi vaiada durante o ato

FONTE BRASIL 247 INTERNET