segunda-feira, 20 de março de 2017

EFEITOS DA SALMONELA, NO ORGANISMO, POR CAIO ROSENTHAL E DRAUZIO VARELA

DE ACORDO A PF, FOI ENCONTRADO NA CARNE DE 3 FRIGORIFICOS, E QUE PODEM CAUSAR PROBLEMAS DE SAÚDE, MAS O RISCO É SOMENTE QUANDO OS ALIMENTOS SÃO INGERIDOS CRUS, COMO OVOS CRUS, MAIONESES, LEITE, SEM O DEVIDO PROCEDIMENTOS DE LIMPEZA.
A MAIORIA DOS FRIGORÍFICOS TEM PROCEDIMENTO DE QUALIDADE, QUE FAZ DA CARNE, QUASE INUME A ESSA BACTÉRIA. PORÉM VAMOS TOMAR OS CUIDADOS NECESSÁRIOS.
ALGUMAS REPORTAGEM SOBRE O ASSUNTO:

13/06/2011 18h45 - Atualizado em 16/06/2011 16h19

Contra a salmonela, tanto faz fritar ou cozinhar o frango ou ovo, diz médico

Infectologista Caio Rosenthal respondeu a perguntas da web sobre o tema.
Médico também falou sobre campanha contra sarampo neste sábado (18).

Do G1, em São Paulo
Salmonela e sarampo foram os dois assuntos comentados pelo infectologista Caio Rosenthal também após o Bem Estar desta segunda-feira (13). Segundo o médico, tanto faz fritar ou cozinhar o frango ou o ovo, desde que eles não sejam consumidos crus.
Ao ar livre, a salmonela não consegue se alimentar e sobrevive pouco. Ela prefere ficar no intestino de aves, como frango, pato e peru, e nos ovos desses animais.
Rosenthal também explicou que o soro do frango pode conter essa bactéria. E deixar a carne exposta ao sol ou ao calor pode aumentar os riscos de proliferação. Por outro lado, temperá-la com vinagre ou limão e deixá-la resfriada acaba diminuindo o número desses micro-organismos. Além disso, o ato de cozinhar, fritar ou assar o alimento contribui para matar os restantes.
Quando temperado para ser consumido mais tarde, o frango deve ficar na geladeira e não entrar em contato com ovos crus ou outras carnes, para evitar a contaminação cruzada. Rosenthal destacou que a pele do frango contém muito colesterol, mas o restante do animal é mais saudável que a carne bovina.
A faca para cortar o frango pode transportar bactérias, por isso é importante lavá-la com água e sabão e, a cada mudança de preparo de produtos, higienizá-la novamente. Além disso, o frango comprado em partes, por quilo, é menos seguro – a não ser que o consumidor saiba a origem dele.
Quanto aos ovos, não precisam ser lavados antes de irem para a geladeira. Em viveiros, as aves podem transmitir tuberculose entre si, mas a maioria dos tipos dessa doença não é patogênica para os humanos. O maior risco, nesses ambientes, é de mutação de vírus de gripes e resfriados.
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/06/contra-salmonela-tanto-faz-fritar-ou-cozinhar-o-frango-ou-ovo-diz-medico.html


botulismo-destaque1Salmonelose é uma infecção transmitida por inúmeras espécies diferentes de salmonelas, bactérias gram-negativas da família Enterobacteriaceae.
Essas bactérias são transmitidas pela ingestão de alimentos crus ou mal cozidos contaminados por fezes. Os que oferecem maior risco são as carnes em geral, especialmente a carne das aves (frango, pato, peru, etc.), ovos, leite não pasteurizado e seus derivados e a água.
Os tipos mais comuns de salmonelas (entre eles a Salmonella enteriditis) causam gastrenterite (inflamação da mucosa intestinal) e enterocolite aguda. O período de incubação varia de 8 a 48 horas após a pessoa ter ingerido alimento ou líquidos contaminados.

Sintomas
Os principais sintomas são febre, dor de cabeça, náuseas, vômitos, falta de apetite, cólicas e diarreia, que pode ter ou não sinais de sangue. A intensidade varia de uma pessoa para outra.

Diagnóstico
O diagnóstico leva em conta a história do paciente, seus hábitos alimentares, os alimentos que ingeriu nas últimas refeições e o resultado do exame de cultura nas fezes.
É de extrema importância fazer o diagnóstico diferencial para afastar a possibilidade de moléstias, como a gastrenterite viral, colite ulcerativa, disenteria amebiana, entre outras, que apresentam sintomas semelhantes.
Uma vez constatados vários casos de infecção por salmonela transmitida por alimentos contaminados, a Vigilância Sanitária deve ser informada.

Tratamento
Geralmente, a gastrenterite por salmonela é uma doença autolimitada. A proposta do tratamento é aliviar os sintomas e manter o doente bem hidratado. São raros os casos que evoluem para bacteremia, isto é, em que as bactérias escapam do intestino, se espalham pela corrente sanguínea e afetam outros órgãos. Nessas situações, o esquema terapêutico inclui o uso de antibióticos.
Crianças mal nutridas, idosos, pessoas imunodeprimidas ou portadoras de anemia falciforme correm risco maior de desenvolver complicações.

Recomendações
* Lave as mãos com frequência, especialmente antes das refeições e de prepararas refeições;
* Evite consumir alimentos à base de carne crua ou mal passada, nem mesmo os industrializados;
* Redobre a atenção com o preparo e cozimento da carne de frango e galinha;
* Tenha cuidado com os ovos, que devem ser bem cozidos. Lembre-se de que pratos, como a maionese feita em casa, por exemplo, incluem a adição de ovos crus como ingrediente;
* Beba só leite pasteurizado ou fervido;
* Lave bem verduras, legumes e frutas. Deixe-os mergulhados em água com hipoclorito de sódio ou uma colher de chá de água sanitária;
* Lave bem os utensílios de cozinha, especialmente quando usados na preparação de carnes cruas;
* Mantenha os ovos sob refrigeração.