sábado, 11 de março de 2017

Parábola das 3 moedas

Ouvi está parábola há muitos anos, na época achei algo simples, mas hoje penso que revendo conceito, entendi a grandeza da mensagem.

Bom, arrumei uma empregada que se chama Maria, com uma situação complicada e uma vida difícil, usei a parábola, para ver sua responsabilidade, pois me pediu dinheiro emprestado, emprestei e pensei que ela iria me decepcionar, até o momento ela  está cumprindo com tudo.

Começa assim parábola...

Certo dia o padrão  de uma grande fazenda chama seus empregados que considerava  fiéis, para uma reunião, antes de uma viagem longa.

Comunicou que estaria ausente por um longo tempo e iria dividir o trabalho e deixaria dinheiro aos 3 para manter em funcionamento as atividades na fazenda.

Os 3 funcionários pegaram 3 moedas de ouro, cada um 3 moedas. Todos felizes pela confiança do Padrão e fariam tudo para ter a admiração e a confiança do Padrão.

O 1 funcionário resolveu comprar tudo que precisava e gostava, assim ficaria bem até o padrão voltar.

O 2 funcionário resolveu poupar, não queria gastar e sobreviveu com o que a fazenda produzia.

O 3 funcionário resolveu investir na fazenda,  aumentar a produção e vender os produtos por um bom lucro.

Cada qual com sua teoria e forma de pensar.

O 1° aproveitar a fazenda até a volta do padrão, 2° queria economizar e manter a fazenda em bom estado e o 3° tinha a intenção de dar o melhor de si e melhorar a fazenda.

O PADRÃO VOLTOU E FEZ NOVA REUNIÃO.

Perguntou como foram em sua ausência e o que fizeram com o dinheiro que foi entregue:

O 1° respondeu que fez uma  grande comprar e fez o que pode para manter sua parte em ordem, mas que havia gastado todo o dinheiro. O Padrão se decepcionou com resultados, não manteve sua parte em ordem e ainda gastou todo o dinheiro, chamou o empregado de irresponsável e o demitiu.

O 2° empregado disse que economizou todo o dinheiro,  administrou a fazenda e manteve em perfeito estado. O Padrão elogio pela competência, pegou suas 3 moedas ouro e ficou grato pela responsabilidade. Deu um pequeno aumento.

O 3° empregado, disse que gastou as 3 moedas ouro e investiu na fazenda, mas que fez isto para melhorar e aumentar a produção e vendeu por um bom preço, além de melhorar a fazenda. O padrão pediu as 3 moedas de volta,  ele devolveu 13 moedas de ouro. O padrão ficou surpreso com seu resultado, deu os parabéns, só pegou as 3 moedas de ouro que eram suas e devolveu as 10 moedas a seu empregado, disse que era fruto dá sua responsabilidade e que por isto receberia como Prêmio e também seria promovido como seu braço direito. O 3° empregado começou a administrar as terras do padrão, sendo seu braço direito em todas as situações.

(NESTA PARÁBOLA, O PADRÃO SERIA DEUS, E OS EMPREGADOS, SEUS FIÉIS SERVOS)

O texto é meu, Cláudia Fanaia, mas a parábola foi contada no Centro Espírita  Benedito da Cuiabá.